Prêmio AGES Livro do Ano 2018 divulga a lista de obras homologadas

A Associação Gaúcha de Escritores (AGES) divulgou, no mês passado, a lista de obras homologadas para concorrer ao Prêmio AGES Livro do Ano 2018. Os concorrentes foram divididos em oito categorias: narrativa longa (romance ou novela), narrativa curta (conto ou miniconto), poesia, literatura infantil, literatura juvenil, crônica, não ficção e especial. O Prêmio AGES conta com a parceria do Sindicato dos Trabalhadores do Judiciário Federal do RS (Sintrajufe-RS) e do Centro Cultural CEEE-Erico Verissimo e será conferido aos melhores livros publicados em primeira edição por autores gaúchos ou residentes no Rio Grande do Sul no ano de 2017.

O troféu do Prêmio AGES
Crédito: Divulgação
Agora, uma comissão julgadora integrada por três pessoas de notável conhecimento técnico-literário indicará até três obras finalistas em cada uma das oito categorias. A partir desta pré-seleção, caberá então aos associados da AGES escolher o livro vencedor de cada categoria. Os vencedores do Livro do Ano receberão um troféu criado pela artista plástica Lília Manfrói. Ao livro mais votado, independente de categoria, serão concedidos o Prêmio AGES/Sintrajufe-RS e R$ 1 mil.

A seguir, a lista de obras homologadas:

Categoria Infantil

►A filha do poeta, Angélica Rizzi, Edição da autora.

►A saia da Carolina, Léla Mayer, Lelaludens.

►Alfabeto poético dos nomes, Pablo Morenno, Physalis.

►Cadu e as sílabas, Carlos Augusto Pessoa de Brum, Br1 Editores.

►Conto de aldeia, Viviane De Gil, Vivilendo.

►Dez desejos por dia, Letícia Möller, Franco.

►Manual de Interação Monstruosa, Christina Dias e Milene Barazzetti, Acesso Popular.

►Mesmo que mude, Carlinhos Carneiro e Rodrigo Pilla, Edibook.

►Muito esquisito, Alexandre Brito, Pulo do Gato.

►O coelho e o menino, Lourenço JR Torresini, Medianiz.

►O guardião da chave secreta, Airton Ortiz, Metamorfose.

►O mundo de Nini - A menina das flores. Vera Mari Damian, Vox Mídia.

►O Serelepe e o Paradão, Amauri Antonio Confortin, AGE.

►Onde está a comida do coelhinho? Silvana Corrêa da Silva, Ideograf.

►Picolé Lelé, Angela Dal Pos, Pergamus.

►Pra que serve um dedo? Paula Taitelbaum, Piu.

►Sete dias de Mustafá, Laura Castilhos, Libretos.

►Um alfabeto diferente, Rodrigo Prates, Edibook.

►Um livro fascinante, Eleonora Medeiros, Viapampa.


Categoria Especial

►A bandeira do elefante e da arara: Livro de interpretação de papéis, Christopher Kastensmidt, Devir.

►A canção do cão negro, César Alcázar e Fred Rubim, Avec.

►Do nosso jeito, Academia de Escritores do Litoral Norte Gaúcho, RJR.

►Guernica, Moema Vilela Pereira, Udumbara.

►Menina do circo Tibúrcio e outros causos desenhados, Santiago, Libretos.

►O país da suruba, Ayrton Centeno, Libretos.

►Operação Banda Oriental, Demétrio de Azeredo Soster, Catarse.

►Paulo de Tarso e as leis morais, Guilherme Del Valle da Silva, FERGS.

►Repensando Canoas – Trajeto histórico, memória e imagem da cidade, Demetrio Alves Leite, Alternativa.

►Sublime Vipássana, Lory Ricardo, AGE.


Não ficção

►A fantástica jornada do escritor no Brasil, Kátia Regina Souza, Metamorfose.

►A nova classe e a história do PT, J. H. Dacanal, BesouroBox.

►A questão Christie, Liberalismo e Escravidão, Alfredo carlos Teixeira Leite, Consultor Editorial Publicações.

►As três mortes de Che Guevara, Flávio Tavares, L&PM.

►Eu, a publicidade e um divã, Fábio Craidy Bührer, BesouroBox.

►Flavio Koutzii – Biografia de um militante revolucionário, Benito Biso Schmidt, Libretos.

►Francisco Ricardo – Uma tragédia esquecida, Sergio Faraco e Valter Antônio Noal Filho, L&PM.

►Fundamentos à prática de revisão de textos, Mayara Espíndola Lemos, Metamorfose.

►Histórias não (ou mal) contadas: Segunda Guerra Mundial, 1939 – 1945, Rodrigo Trespach, Harper Collins Brasil.

►Interlocuções na fronteira entre psicanálise e arte, Lucas Krüger, Lísia da Luz Refosco, Sander Machado da Silva (Orgs), Artes e Ecos.

►Jornadas desconhecidas, o caminho da volta, Beto Zaquia, Consultor Editorial Publicações.

►Nenhum de Nós: Extraño, Glaucir Ferreira Borges, AGE.

►Nina Gualdi, Benedito Saldanha, Partenon Literário.

►Nosso capitão, Sadi Schwertd, Libretos.

►O grande propósito de Deus, José Régis Macedo Saraiva, Ledur Serviços Editoriais.

►Psicanálise, Criatividade e o Indizível da Experiência em Manoel de Barros - Renata Lisbôa, Artes e Ecos.

►Quando o corpo grita – Síndrome do pânico, Hiltor Mombach, Editora Sulina.

►Transnacionalidades: arte e cultura no Brasil contemporâneo, Cimara Valim de Melo (Org), Metamorfose.

►Um romancista ao sul, Débora Mutter, BesouroBox.


Narrativa curta

►20 relatos insólitos de Porto Alegre, Rafael Guimaraens, Libretos.

►A casa abandonada, Lucio Feliciate, AGE.

►Azaleia para erva de passarinho, Andréia Pires, Concha.

►Contos de amor e morte, Gilberto Fonseca, Metamorfose.

►Contos Náuticos, Guido Martin Kopittke, Metamorfose.

►Gaudério Laudelino, Roque Palermo, AGE.

►Meio ambiente inteiro, Ivo Domingo Vivian, AGE.

►Não há amanhã, Gustavo Melo Czekster, Zouk.

►O Comboio de Espectros, Duda Falcão, AVEC.

►O grande dicionário das palavras erradas, Carlos Augusto Pessoa de Brum, Br1 Editores.

►O jardim das hespérides, Daniel Gruber, O Grifo.

►Para nunca mais chorar cebolas, Juares Souza, BesouroBox.


Narrativa Longa

►A barca e a biblioteca: um romance sobre como livros também foram sitiados em tempos de repressão, Gilson Corrêa, Metamorfose.

►A carta paralela, Sergio Schaefer, Gazeta.

►A saúde dos ventos II, Waldomiro Manfroi, BesouroBox.

►A segunda torre de babel, Livio Tadeu Birnfeld, Edição do Autor.

►A vida colorida em preto e branco, Joemir Maria Rosset, Bertthier.

►Andarilhos, R. Tavares, Martins Livreiro.

►As horas não importam mais, Kelli Pedroso, Pergamus.

►As quatro cartas, Sérgio Schaeffer, Metamorfose.

►Asas da eternidade, Eduardo Coelho Ayub, AGE.

►Correr com rinocerontes, Cristiano Baldi, Não Editora.

►Elogios dos tratados sobre a crítica do discurso, Rafael Escobar, Libretos.

►Guanabara Real: A Alcova da Morte, Enéias Tavares, Nikelen, Witter e André Zanki Cordenonsi, Avec.

►Gumercindo Nunes e o Mouro, Sérgio Schaeffer, Metamorfose.

►Hate and Love, Angie Natto, Chiado.

►La casa amarilla, Iara Ladvig Budelon, wwlivros.

►Lambuja, Caco Belmonte, Metamorfose.

►Lelo, o filho do Brasil, Maiquel Röhrig, Autografia.

►Nina – Desvendando Chernobyl, Ariane Severo, AGE.

►O jogo da memória, Maria Rosa Fontebasso, Metamorfose.

►O Lagarto na Taipa, João Celeste Agostini, AMZ.

►O marrom e o preto, Flávio Juarez Feijó, Metamorfose.

►Pra amanhecer ontem, Anna Mariano, L&PM.

►Quando os diabos eram loiros, Marcos Francisco Reimann, Muruci.

►Roupas sujas, Leonardo Brasiliense, Cia das Letras.

►Tuiatã, Hilda Simões Lopes, Libretos

►Ventos do deserto, Felipe Daiello, AGE.


Crônica

►A Cobra a Laranjeira, Ana Marson, Consultor Editorial Publicações.

►Arquitecrônica, Cesar Dorfmann, Libretos.

►Brasil pequeno, Genifer Gerhardt, Libretos.

►Crônicas do cotidiano e a época da inocência, Marcelo Allgayer Canto, Buqui.

►Demônios Domésticos, Tiago Germano, Le Chien.

►Essências e geografias, Berenice Sica Lamas, Casa Verde.

►Felicidade é o que conta, J.J.Camargo, L&PM.

►O amor errado mais certo do mundo, Daniela Mace Altmayer, Concha.


Juvenil

►Cadu apresenta fábulas fantásticas, Carlos Augusto Pessoa de Brum, Br1 Editores.

►Casa de Papel, Gláucia de Souza, Edição da autora.

►Entre livros, sonhos e feijões, Genelci Oliveira, Carta.

►Eu sou feito de quê? Fábio Gai Pereira, Universo Expandido.

►Flor de infância, Genelci Oliveira, Carta.

►O debate, Fábio Gai Pereira, Universo Expandido.

►O inimigo digital, Athos Beuren, Avec.

►Sherlock e os Aventureiros: O Mistério dos Planos Roubados, André Zanki, AVEC.

►Transformação, Jorge Luis Martins, O sonho da traça.

►Voando nas Alturas, Fábio Gai Pereira, Universo Expandido.


Poesia

►8 horas por dia, Ju Blasina, Concha.

►Agreste Avena, Júlio Perez, Trigais.

►Antes da última queda, Lucas de Melo Bonez, Metamorfose.

►Ave, água, Cleonice Bourscheid, AR do Tempo.

►Carrossel do mundo, Evanise Gonçalves Bossle, Fragmentos.

►Frêmito – Genitália, Pedro Dziedzinski, Le Chien.

►Grafiteiro do avesso, Jorge Rein, Patuá.

►Homenagem à Nuvem, Lucas Krüger, Artes&Ecos.►João & Maria, Leonardo Antunes, Patuá.

►Mel e Fel – Poemas outonais, Nélsinês Urnau, Metamorfose.

►Música, amor e poesia, Marcelo Allgayer Canto, Buqui.

►Nas cidades os sonhos não têm asas, Igor Luchese, Liddo.

►O diabo belisca meus calcanhares, Cristian Verardi, Artes e Ecos.

►O homem provisório, Cássio Pantaleoni, BesouroBox.

►Plêiades, Paulo Alonso, Ideograf.

►15. Poemas da Literatura Brasileira, Nilson Goulart, Pistis.

►Poemas quase esquecidos, Marcos Fernandez Cunha, Muruci.

►Prêt–à–Porter: Haicais para as quatro estações, Ricardo Silvestrin, Artes e Ecos.

►Quintal de Cronos, Antônio Augusto Biermann Pinto, Casa do Poeta de Santiago.

►Quis dizer, Moema Vilela, Udumbara.

►Rocketman, Rique Ferrári, Patuá.

►Romântico visceral sob o céu fragmentário, Andrei Ribas, Bestiário.

►Tesouro secundário, Celso Gutfreind, Artes e Ecos.



-------------------------------------------

Me adicione nas redes sociais:
Skoob
 Youtube

Comentários

Postagens mais visitadas